Orientação: Frio e clima seco exigem boa hidratação dos motoristas

Base de Serviço de Atendimento aos Usuários da Entrevias (Foto: Divulgação)
Da Antena Jovem

baixa hidratação, comum em dias de frio, é um dos principais fatores que desencadeiam uma série de reações no organismo como fraqueza, tontura, dores de cabeça, cansaço e tosse seca. Ao volante, esses sintomas são perigosos e podem provocar graves acidentes. De acordo com a CETESB (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo), a má qualidade do ar requer atenção principalmente no trânsito, devido ao favorecimento da dispersão de poluentes e partículas inaláveis que podem causar problemas respiratórios.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda o consumo diário de dois litros de água. Para quem utiliza a rodovia neste período de frio e estiagem, é necessário ficar atento à necessidade do consumo de líquidos. Levar uma garrafinha de água no veículo ajuda a prevenir os sintomas de desidratação e garantirá uma viagem tranquila e confortável. “Neste período de frio, nosso corpo dispensa menos água. Portanto, temos menos sede. Mesmos assim, é importante manter o nível de consumo de água. Quando se está ao volante, uma tontura ou dor de cabeça forte podem ser elementos desencadeadores de acidentes”, explica Fábio Ortega, gestor de segurança viária da Entrevias.

O corpo do homem é constituído de 60% de água, já o da mulher é de 50%. Em média, uma pessoa perde cerca de 2,6 litros de água por dia, sem fazer nenhum exercício. Se houver atividade física e muito suor, esse gasto pode aumentar até 1 litro. Fique atento:

Sintomas de desidratação

Fique atento aos sinais que a falta de líquido pode causar no corpo: sonolência e fadiga, dor de cabeça, fraqueza, boca seca, coração acelerado e diminuição do desempenho físico e mental. Além de se hidratar, o condutor pode fazer uma parada rápida para descanso e seguir viagem em segurança. Para manter-se hidratado, a Entrevias oferece gratuitamente água, sempre fresca, para os estradeiros nas bases SAU (Serviço de Atendimento aos Usuários), ao longo das rodovias sob sua concessão.

Dicas para amenizar os efeitos do clima seco:

Para viajar com tranquilidade, leve sempre uma garrafinha de água e vá bebendo aos poucos para hidratar. Não fique um longo período sem tomar água, consuma frutas, verduras, legumes crus e

evite bebidas alcoólicas, frituras, gorduras, massas, doces e refrigerantes. Reduza também o consumo exagerado de sal ou açúcar e faça uma pausa a cada 200 km dirigidos ou a cada duas horas trabalhadas.

Pontos de apoio

A Entrevias, que é fiscalizadas pela ARTESP (Agência de Transportes de Estado de São Paulo), possui 17 bases SAU em todo o trecho sob sua concessão:

  • SAU 1: km 423 (Florínea)
  • SAU 2: km 418 (Tarumã)
  • SAU 3: km 382 (Echaporã)
  • SAU 4: km 352 (Marília)
  • SAU 5: km 321,5 (Marília)
  • SAU 6: km 287 (Guarantã)
  • SAU 7: km 254 (Cafelândia)
  • SAU 8: km 227 (Novo Horizonte)
  • SAU 9:  SP-322, km 389,25 (Bebedouro)
  • SAU 10: SP-322, km 358 (Pitangueiras)
  • SAU 11: SP-322, km 330,5 (Sertãozinho)
  • SAU 12: SP-322, km 312,85 (Ribeirão Preto)
  • SAU 13: SP-330, km 323,5 (Jardinópolis)
  • SAU 14: SP-330, km 347,15 (Sales Oliveira)
  • SAU 15: SP-330, km 373 (Orlândia)
  • SAU 16: SP-330, km 403,75 (Ituverava)
  • SAU 17: SP-330, km 442,67 (Igarapava)
Compartilhe

Comente